16/03/2016

Prédio Nºs 23 - 27 na Rua Correia de Sá

Aquela que é hoje a Rua Correia de Sá, com ligação à Avenida da Boavista, era outrora parte do local conhecido como Lugar da Fonte da Moura e existia uma linha de caminho-de-ferro bem próxima com ligação à Foz que permitiria localizar com maior precisão esta artéria ainda por baptizar no início do século XX.

Numa zona caracterizada por moradias burguesas da alta classe média ou até mesmo da classe alta, este prédio foi erguido sem grandes pretensões, sendo antes fiel às mesmas linhas do típico casario do Porto que podemos reconhecer desta época. A sua construção data de 1914 e o seu primeiro proprietário foi Benjamim Alfredo Amorim, que adquiriu o lote um ano antes. Existiu um primeiro projecto datado de 1913 entregue ao mestre-de-obras José Joaquim de Carvalho, mas o proprietário não o apreciou e optaria por alterá-lo.

O prédio que hoje reconhecemos é simétrico, possuí duas entradas para duas habitações separadas, como era típico da época (embora não tenhamos a certeza se acabou por servir esse propósito), apesar de estreitas, e tem apenas dois pisos, mais uma época divisão acrescentada nas águas furtadas, que não ocupada muito mais do que a largura de uma vulgar janela. São os azulejos vermelhos que lhe dão maior vivacidade. Já perdeu a sua varanda em ferro forjada e boa parte dos azulejos que revestem a sua fachada, sendo vísiveis os estragos que contribuem para a sua degradação, mas ainda assim mantém uma certa graça e causa curiosidade, destacando-se numa rua composta por edíficios que datam sobretudo de décadas posteriores.

1 comentários:

Enviar um comentário


(Reservamo-nos ao direito de remover opiniões que, repetidamente, contenham comentários considerados ofensivos e descontextualizados.)

Artigos Populares

Envie as suas ideias!

Nome

Email *

Mensagem *